Refluxo em bebês - Suas Causas e prevenções

O sintomas do refluxo atrapalham a saúde do seu bebê? Confira mais sobre o assunto, em nosso blog.

Quem é mãe, sabe – os babies vivem apresentando sintomas de irritações estomacais. O refluxo, por exemplo, é super comum nesta fase.

 

Separamos alguns esclarecimentos sobre o caso, suas possíveis causas e tratamentos – confira:

O refluxo pode se manifestar em toda e qualquer idade, inclusive nos pequenos. “Todos os bebês têm certo grau de refluxo quando nascem, especialmente os prematuros”, esclarece a pediatra Mariana Facchini Granato, do Instituto da Criança, do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Geralmente, trata-se do refluxo fisiológico, causado pela imaturidade do sistema digestor dos bebês e crianças. “Ele é tão frequente que podemos dizer até que faz parte da normalidade”, aponta Antônio Celso Moraes, nutrólogo especializado em gastroenterologia, de São Paulo. Esse tipo de refluxo desaparece naturalmente conforme os pequenos crescem e pode ser tratados com soluções paliativas.

Às vezes, o especialista pode receitar medicamentos. Os mais comuns são os antiácidos e os anticinéticos (que diminuem o tempo que o estômago fica cheio). “Mas essas substâncias só devem entrar em cena em último caso, pois há risco de efeitos colaterais”, afirma Mariana.

 

ALGUMAS DICAS E INSTRUÇÕES ANTIRREFLUXO

Bebê de até 6 meses: É o período mais crítico porque a dieta baseia-se principalmente em líquidos, como leite materno e fórmulas – alimentos dificilmente retidos pelo esôfago. Na hora de amamentar ou dar mamadeira, mantenha o bebê inclinado, com a cabeça elevada em relação ao corpo. Ao final, segure-o contra seu ombro para arrotar – eliminar o ar ingerido diminui o mal-estar. “O ideal é mantê-lo na vertical por meia hora depois da mamada”, diz o gastropediatra Luiz Henrique Hercowitz, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Na hora de dormir, deite-o inclinado, com o tronco elevado – você pode utilizar uma almofada. “Deitar a criança ligeiramente virada para o lado esquerdo também favorece o esvaziamento gástrico”, explica Hercowitz.

Bebês de 6 a 12 meses: Evite comidinhas que contenham gordura, muito açúcar e acidez. A ingestão de alimentos pastosos e consistentes, como a papinha, também ajudam. “Melhor ainda se a mãe fracionar a dieta, oferecendo porções menores de alimento mais vezes ao dia. Isso evita que o estômago fique muito cheio e distendido, o que facilita o refluxo”, recomenda Antônio Celso Moraes, nutrólogo especializado em gastroenterologia, de São Paulo.

 

Fonte: Cláudia – Abril.

(47) 3222-3344 Seg. à Sex. das 07hs às 18:30hs
Sábado somente com horário marcado
Entrega de resultado: Seg. à Sex das 08hs às 18hs
Sobreaviso 24 horas - (47) 3036-6000
LocalizaçãoClique e veja no mapa